BLOGGER TEMPLATES AND Tagged Layouts »

domingo, 16 de março de 2014

Daquela confusão dos iogurtes...

Eu não sei se quem por cá passa tem noção desta fabulosa 'polémica' dos iogurtes nos estágios da Danone, mas sinceramente não entendo. Andam a fazer uma verdadeira 'tempestade num copo de iogurte'.

Ora, neste país quase nunca se pagam estágios, muito menos curriculares, que aparentemente é o que estes são. E está errado. Nestes ainda se entende, porque a ideia é que funcionem como aulas, e a pessoa ainda não é efetivamente profissional da área, mas nos outros é indecente.

Os meninos que concorreram aos estágios devem ter tido noção disso,  porque normalmente é assim que acontece. O facto de lhes darem iogurtes é um bónus, não uma contrapartida contratual, e se fosse a eles não me queixava, porque é mais do que muita gente dá.

Pessoalmente, acho que quem criou esta polémica não deve viver no mesmo país que a maioria de nós, e não tem noção de como os jovens são tratados ao entrar no mercado de trabalho.

Sinceramente, acho que o totó (para não chamar pior), devia era preocupar-se com o facto de que a maioria de nós não só não recebe, como tem de arcar com todos os custos para fazer um estágio, e nem os ditos iogurtes recebe em troca.

Porque receber iogurtes é ter em parte as mesmas cortesias que um funcionário, ter de pagar para trabalhar é ser explorado.

3 comentários:

Chic Diary disse...

ainda nao tinha ouvido falar nessa polemica, mas concordo completamente contigo!

Ester Ramos disse...

Ainda não tinha ouvido falar dessa polémica mas realmente acho que tens razão.

Giveaway <3 SHE WALKS Blog

Imperfect Mind disse...

Eu concordo.
A maioria dos estágios nem sequer pagam ou dão nada.
A minha irmã, por acaso, mal acabou a universidade arranjou um estágio remunerado (aliás, ganhava mais do que ganha agora que trabalha como efectiva)mas temos consciência de que é muito raro.
Claro que todos nós gostamos de ganhar dinheiro enquanto estagiamos mas acho que estão a pedir demais, podiam não receber nada que é o que a maioria faz.